Localização: Sítio do Caramanchão 

Categoria: Unidade Paisagística Construída 

Tipologia: Arquitectura Civil/Erudita

Descrição: Solar que se insere na tipologia da arquitectura chã portuguesa. Sólido edifício em alvenaria de basalto e cal, rebocado a cimento com a fachada principal virada a Este. Apresenta capela, incorporada nesta fachada, terminada em empena rematada por uma cimalha em cantaria vermelha com cruz. Pórtico maneirista de arco de volta perfeita em cantaria também vermelha sobrepujado por uma janela com tapa-sol. No lado direito da empena mostra-se um campanário de secção rectangular em cantaria de cor. O interior da ermida guarda um quadro representando S. Cristóvão com toda a família do morgado (instituidor da capela) ajoelhados, em oração, aos pés do Santo. 

Ladeia o portal da capela duas portas no andar térreo e duas janelas no andar superior. 

Do lado direito da fachada desenha-se uma escada que dá acesso ao andar nobre. O patamar está protegido por um alpendre assente em dois pilares e com telhado de quatro águas.

Algumas janelas possuem molduras de cantaria mole de cor vermelha e outras de cantaria rija cinzenta e apresentam tapa-sóis verdes, alguns com as características “bilhardeiras”.

O edifício de volumes escalonados com coberturas diferenciadas em telhados de duas águas na capela, quatro nos corpos laterais à ermida, e três no corpo traseiro, todos com telha romana e com beiral duplo. O imóvel está pintado com a tradicional cor rósea. 

Em frente da fachada desenvolve-se um agradável jardim com seculares e raras árvores, observando-se, entre elas, caminhos calcetados a pedra irregular miúda misturado com calhau rolado. 

Época de Construção Inicial: Finais do Séc. XVII

Saber Mais:

Achais

Ceam