Inicialmente denominado “Grupo Folclórico e Recreativo do Porto da Cruz”, surgiu em 14 de Abril de 1974 resultante de um grupo de cantares então existente. Este novo grupo tinha por objectivos divulgar a cultura genuína do meio onde se insere – Porto da Cruz, e dinamizar o convívio salutar entre as populações. Ao longo dos anos o grupo “transportou” estes traços culturais para fora dos limites da freguesia, evidenciando uma invulgar vivacidade. Esteve na formação do grupo o saudoso Eduardo Caldeira, ícone cultural da freguesia, para além de outros elementos. Para além das actuações por toda a ilha, já esteve em digressão pelo território continental, Canárias e França, tendo já participado em vários programas da RTP. Conta com a gravação de vários discos contendo o vasto repertório cultural e folclórico desta freguesia. Com o passar dos anos e porque havia necessidade de reestruturação do grupo, foi inserido na Casa do Povo do Porto da Cruz no ano de 2002. Desde essa data tem sido feito um trabalho exaustivo de pesquisa no sentido de enriquecer cada vez mais o repertório e na tentativa de captar novos elementos para assim engrandecer o “Grupo de Folclore da Casa do Povo do Porto da Cruz”. Desde Outubro de 2002, esteve sobre a direcção artística do professor Roberto Moniz até 2010.

No Verão de 2005 representou o Porto da Cruz no III Festival de Folclore do Porto Santo e esteve em digressão em Gran Canária, para além de diversas representações em diversos locais e acontecimentos da Região Autónoma da Madeira. Também em 2005, participou num espectáculo comemorativo dos 500 anos da música tradicional madeirense, realizado no Centro Cívico do Porto da Cruz, do qual resultou na gravação de um DVD.

Em 2006 esteve num intercâmbio, no Norte de Portugal Continental com o Grupo de Cantares de Carrazeda de Ansiães.

Em 2007, representou a Região Autónoma da Madeira no Festival de Folclore dos Arrifes – São Miguel – Açores.

Em 2009, participou no Festival de Folclore do Porto Santo e gravou o seu primeiro CD – Saltinho, comemorando 35 anos de actividade. Participa, desde 2009, na gravação do Projecto “Raízes de um Povo”.

Em Abril de 2010 deslocou-se à Ilha de Tenerife – Espanha.

Em Agosto de 2011 participou no 52º Festival de Folklore de Jambes –Namur, Província de Namur-Bélgica com o apoio do Grupo de Folclore Masuis e Cotelis Jambois.

Em Abril de 2014 celebrou os seus quarenta anos de história. Ainda no mês de Julho deslocou-se a Assafarge – Coimbra, em intercâmbio, para participar em dois festivais internacionais de folclore.

Em Junho de 2016 efectuou intercâmbio com o Group Folklorique Les Biroussans – Pirinéus- França, tendo-o recebido nesse mesmo ano.

Em 2018 deslocou-se à região de Mafra e à Ilha do Faial – Açores. Recebeu o Rancho Folclórico de Vila Franca do Rosário em 2018 e recebeu o Grupo Folclórico do Salão – Faial – Açores em Agosto de 2019.

Em Março de 2018, é constituída a associação Vamos À Ermida – Associação de Tradições e Folclore do Porto da Cruz, para gerir o património cultural do grupo, passando este a denominar-se de Grupo de Folclore do Porto da Cruz

Comemorou 45 anos de actividade a 14 de Abril de 2019, tendo lançado a 5 de Janeiro de 2020, o seu segundo CD intitulado Vamos À Ermida, com o apoio do Município de Machico.

Tem participações em vários DVDs sobre o folclore madeirense, participa em vários arraiais madeirenses ao longo de toda a Ilha da Madeira, contando também com participações na Semana Europeia de Folclore.

O grupo é dirigido por Cláudio Nóbrega, Cirilo Vieira e Adelaide Dias. A juventude e as novas caras vieram dar um novo alento ao grupo de folclore. Tem 40 elementos desde os 4 aos 60 anos.

 

REPERTÓRIO:

  1. Baile em Cruz (também conhecido por Polquinha)
  2. Saltinho
  3. Baile Morena Bonita
  4. Baile A Videira
  5. Mourisca do Porto da Cruz (Instrumental/vocal)
  6. Baile Pai do Bailinho
  7. Baile da Repisa ou Baile Pesado
  8. Baile das Romarias
  9. Chamarrita
  10. A Flor dos Malmequeres
  11. Preto (Instrumental/vocal)
  12. Velha da Cacalhada (Instrumental/vocal)
  13. Baile Furado
  14. A Padeirinha
  15. Baile do Natal
  16. Despique da Mulher mais o Marido
  17. Despique dos Namoros
  18. Despique da Camponesa
  19. Bailinho da Madeira e Rapsódia
  20. Marcha do Grupo
  21. Hino do Grupo